Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 15 de março de 2010

O jogo foi mesmo um CLÁSSICO

Ontem à tarde quem teve a oportunidade de assistir ao jogo Santos 3 x 4 Palmeiras na Vila Belmiro, realmente viu um jogo clássico. Um clássico de colocar inveja aos fantásticos anos do Rei da bola.

No primeiro tempo os meninos da Vila abriram 2 x 0, mas nos últimos cinco minutos do primeiro tempo o artilheiro Robert, o nome do jogo, marcou duas vezes, levando os times aos vestiários com um 2 x 2.

Na volta para o segundo tempo, pudemos ver um Palmeiras muito mais forte no jogo, correndo atrás da vitória. Logo no início Diego Souza colocou o verdão na frente, então Dorival Júnior começou a mudar o time o que tornou o Santos melhor na partida. Um dos que entraram no segundo tempo, Madson marcou o empate depois de um lindo passe de P. H. Ganso, o melhor jogador santista na partida. E quando tudo parecia resolvido com um 3 x 3, o bom volante Arouca, único marcador alvi-negro perdeu a bola para o meia Lincon na intermediária da defesa santista e caído ao chão viu mais uma vez Robert em um lindo chute marcar 3 x 4.

O choro santista em relação ao árbitro não denigre a boa atuação do homem do apito, que nada interferiu no jogo.

O jogo pelo lado santista serviu para mostrar que talvez somente o volante Arouca como marcador diante de uma fraca defesa talvez não seja o suficiente para jogos contra bons times e pelo lado verde do clássico, o jogo serviu para mostrar que após a estréia de Éverton e Lincon, o Palmeiras jpgando como jogou o clássico poderá ainda buscar uma vaga entre os 4 semi finalistas do paulista 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário