Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 17 de março de 2010

Depois da porta arrombada eles compram cadeados , ê Brasil ...

Está virando moda no futebol brasileiro os dirigentes responsáveis deixarem o problema acontecer para somente depois procurarem um solução.

No Canindé em São Paulo após um jogo pelo Brasileiro da série B entre Portuguesa x Vasco da Gama, após a vitória carioca, torcedores e dirigentes da Portuguesa agrediram Diretores do Vasco e alguns jogadores na saída do vestiário. Só depois disso a Federação Paulista de Futebol e a CBF chegaram à conclusão que os jogadores ficavam muito próximos, expostos aos torcedores na saída do vestirário. Então solicitaram um isolamento deste setor em dias de jogos no Canindé .

Outro caso foi a barbárie no Couto Pereira, estádio do Coritiba, que depois da absurda invasão e destruição parcial do Estádio, foi interditado e reformado para evitar tais ações dos vândalos.

No último final de semana os absurdos foram no Rio de Janeiro e Goiás,no Maracanã durante o jogo Flamengo x Vasco, parte do reboco da arquibancada caiu durante o jogo, por sorte sem machucar ninguém. Agora será feita uma vistoria em todo o reboco do estádio. Maracanã que já foi palco de uma tragédia na final de 1992 no Brasileiro série A entre Botafogo x Flamengo, quando parte da grade de proteção da arquibancada caiu e muitos torcedores ficaram feridos e um morreu. Só depois deste terrível fato foi feita uma vistoria e troca das grades de proteção.

E no último domingo após o jogo Canedense x Vila Nova, torcedores da Canadense jogaram uma bomba dentro do vestiário atingindo um jogador do Vila. E só agora o FGF resolveu mandar a Canedense reformar partes do estádio proporcionando mais segurança aos jogadores .

É uma vergonha que tudo no Brasil seja levado nesta forma, primeiro a tragédia, depois a solução. E que venha a Copa do Mundo . Ê Brasil ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário