Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 13 de março de 2010

A barbárie continua !

Como todos nós sabemos, a presença das "torcidas organizadas" ao longo dos anos está afastando os bons torcedores , as família e crianças dos estádios de futebol por toda a América do Sul. Digo América do Sul, porque felizmente alguns desses vândalos já foram banidos do futebol europeu. Ainda existem, porém estão sempre diante de um forte olhar e controle policial.

Nesta última semana tivemos duas novas situações referentes a estes grupos de desocupados covardes que tentar por todo o modo esvaziar os estádios.

Em Curitiba, após ter a confirmação da perda de 10 mandos de campo no campeonato brasileiro da série B devido a destruição e pancadaria causada por uma "organizada" após o último jogo do ano passado contra o Fluminense, os dirigentes paranaenses resolveram cobrar na justiça todo o prejuízo finaceiro que terão ao jogar mais da metada dos jogos nacionais fora de casa. Esse prejuízo ainda foi maior, pois terão que pagar ainda de multa R$ 100 mil .

Ao citarem que uma "organizada" é um empresa jurídica, irão em cima desta empresa cobrar pelos danos sofridos, algo calulado pela diretoria em torno de R$20 milhões. Mas cabe aos bons torcedores e sócios do Coxa a fiscalização desta cobrança. Pois além do prejuízo financeiro, também o técnico será enorme, uma vez que jogar sem mando de campo sempre acaba sendo prejudicial aos times.

Caso isso ocorra , será algo inédito no futebol brasileiro, um futebol sofrido e marcado por enormes atos de vandalismo recente.

Vandalismo que mais uma vez pode ser visto no Rio de janeiro na última quinta-feira, quando uma gangue rubro-negra marcou um encontro com vascaínos em São Gonçalo e criaram um verdadeiro campo de batalha, o que resultou na morte de um jovem de 19 anos torcedor do Vasco.

Tal absurdo fora marcado através de um site de relacionamento da internet, que com certeza também não fora criado para este fim.

Vale lembrar que tudo isso ocorreu na quinta-feira, dia em que os times treinavam se preparando para o jogo que só ocorrerá amanhã, domingo. Ou seja, a vergonha ,o absurdo não tem mais data e nada haver com o jogo em sí, o que se tivesse já seria um inaceitável, agora ainda mais grave por colocar cidadãos de bem em risco durante um dia normal de trabalho, com absoluta violência em meio às vias públicas cariocas.

Como se já não bastasse a terrível violência que assombra brasileiros das grandes e médias cidades, ainda existe um tempero bárbaro e cruel das gangues do futebol que tem suas atitudes absolutamente ignoradas pelo poder público policial . Uma verdadeira vergonha !

Nenhum comentário:

Postar um comentário