Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 16 de março de 2010

Dois pesos, duas medidas

Todos que moram, passam alguns dias no Rio de Janeiro, ou assistem o noticiário policial sabem que traficantes portanto armas pesadas não são mais surpresas aos olhos dos que os vêem circulando pela favelas cariocas.

Mas para a polícia e imprensa nacional a imagem dos atacantes Vagner Love e Adriano caminhando por uma favela cercados de traficantes armados foi algo inaceitável. Convenhamos que para a imagem de um atleta, um ídolo, não é a melhor das imagens e dos exemplos aos jovens fãs, mas daí tratar como um absurdo, é querer tapar o sol com peneiras .

Será que políticos com dinheiro nas meias, nas cuécas, propinas, mensalões, são coisas menos ofensivas aos olhos de quem vê ? E pelo que me lembro não houve alarde tão grande assim.

Acho que a hipocrisia deve ser deixada de lado pelo brasileiro. É um absurdo traficantes desfilando pelas ruas de favelas com armas, mas absurdo enorme também são políticos ladrões, envolvidos com todo o tipo de roubo e até mesmo com traficantes, os mesmos que caminham lado à lado com os craques do futebol.

Em um país absolutamente órfão de cultura, o sonho de muitos pobres é vencer nas quatro linhas e muitas vezes aqueles que não conseguem entram no pior caminho da humanidade, um caminho sem sucesso e sem volta, mas nem por isso deixam de ser amigos e parentes dos que brilharam no mundo da bola.

Diante de um país tão injusto criado por políticos corruptos e ladrões o que não pode existir por parte da imprensa e da polícia é a hipocrisia .

Nenhum comentário:

Postar um comentário