Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 10 de março de 2010

Ê Copa do Brasil

Caros amigos, as quartas e quintas estão sendo realizados jogos válidos pela Copa do Brasil. E assim como todas as copas nacionais espalhadas pelo mundo, é a grande chance dos pequenos, para não dizermos, clubes sobreviventes, guerreiros de terem seus momentos de fama, jogos televisionados, entrevistas aos canais mais importantes da crônica esportiva nacional e jogos em estádios importantíssimos e com muita história.

Assim está sendo com alguns felizardos que enfrentaram times de maior expressão, porém dentro de campo muitas vezes não mostraram isso. O Souza(PB) foi ao Rio de Janeiro no jogo de volta enfrentar o Vasco da Gama em São januário, o Confiança(SE) vislumbrado com a grandeza e tradição do Maracanã foi enfrentar o Fluminense, o São Raimundo(PA) vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo no novíssimo estádio do Engenhão, o genérico Flamengo (PI) foi à São Paulo encarar, ou ao menos tentar fazer frente ao Palmeiras, já o desconhecidíssimo Naviraiense do Mato Grosso do Sul realizou o sonho de seus jogadores. Foram à Santos jogar em um dos estádios mais famosos e falados do mundo, a Vila Belmiro, palco de um dos maiores times da história do futebol mundial.

O Naviraiense mostra bem o que é a Copa do Brasil, as diferenças entre os centros esportivos nacionais em estrutura, investimentos financeiros e esperanças.

Em dias de grandes jogos estaduais e nacionais quando há a oportunidade de participar, a diretoria do clube oferece a maior e melhor promoção da região. O sorteio de um Fusca repleto de cervejas e costelas para um torcedor. Tal incentivo é capaz de levar cinco mil torcedores ao estádio do Naviraiense, que curiosamente só possui uma arquibancada para mil pessoas, então a diretoria abre as cercas de um gramado íngreme que fica ao lado do campo, conhecida como "arquibancada ecológica" onde os torcedores se aglomeram na esperança de uma vitória coletiva com seu time e também pessoal com um Fusca repleto de prazeres .

Isso ilustra bem as enormes diferenças de um país de gigantes desigualdades sociais, não só nos grandes centros, mas também no mundo esportivo em geral, aonde poucos ganham milhões e muitos jogam por um sonho, por alguns reais, pela esperança de mudar a vida de gerações de familiares.

Será então que os poucos felizardos do mundo da bola deveriam valorizar mais a oportunidade e sorte que tiveram na vida através do esporte ? Vale uma reflexão.

2 comentários:

  1. pois é, o bicho vai pegar, paulista, libertadores e copa do brasil! os times tem q se virar nos 30 p formar os times!

    ResponderExcluir
  2. Estou bem mais ancioso para a Copa de 2014 do que a desse ano kkkkk
    Acho que todo mundo sente isso. Mas torço muito para o Brasil ganhar e claro que o Corinthians ganhe a Libertadores e o Campeonato Brasileiro. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir