Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

FUTEBOL DE ALUGUÉL

Caros amigos, com passar dos anos fomos conhecendo todo o tipo de aluguél, carros, residências, roupas, até mesmo nos surpreendemos com o aluguél de barrigas para aquelas "mães" que não podem engravidar. Mas cá entre nós, times de aluguél parace ser a mais nova moda do futebol, principalmente no futebol brasileiro.

Essa terrível prática se tornou mais conhecida e frequente nas divisões de base do nosso futebol, tendo como oásis a Copa São Paulo de futebol Juniors, organizada pela Federação Paulista de Futebol com o número à cada ano maior de Clubes de empresário, Clubes de aluguél.

Clubes pequenos, sem muita expressão emprestam seus nomes aos espertalhões do mundo da bola por alguns meses, ou até dias . Mas pasmem amigos, isso agora está acontecendo também no ponto maior do nosso futebol, em competições nacionais e de primeira divisão.

Até anos atrás, isso era visto nos campeonatos regionais com times pequenos que eram "gerenciados" por empresários, após o término do campeonato levavam consigo todos os seus jogadores, deixando um Clube órfão e vazio.

Este ano veio regado de surpresas desagradáveis; em São Paulo, na primeira divisão do Estadual para não citarmos todas as divisões e cidades,o exemplo maior foi o Grêmio Barueri, até então tendo parte de suas despesas e investimentos pagos pela prefeitura local, não chegou em renovações e acordos e vejam vocês, foi parar em Presidente Prudente. Para quem não é de SP, seria o mesmo que o Cabofriense fosse mandar seu jogos em Petrópolis, ou o Uberlândia fosse para em Nova Lima e o Central de Caruaru(PE) fosse para Recife.

Mas o que aconteceu ontem na Copa do Brasil foi o maior absurdo da história desta competição, o Atlético Roraima, eliminado depois de uma acachapante derrota por 7 x 0 frente a Portuguesa, era formado por um time amador de Porto Alegre. Isso mesmo, logo alí, na outra ponta do país.

Pelo mesmo motivo do Barueri, problemas administrativos com a prefeitura local e empresários, não havia time para enfrentar a Lusa na primeira rodada da Copa do Brasil, então um espertalhão descobriu a bocada e lançou jovens garotos nesta saga pelo Brasil, em busca de visibilidade e um troquinho. Será que valeu à pena ?

A certeza é que muita gente se dá bem no nosso futebol ! Será que prefeituras bancarem Clubes de futebol é correto em um país com tamanhas dificuldades como no Brasil ?

Será que existem mais de 10 Clubes não vendidos, ou alugados no nosso futebol profissional ?

Vale a reflexão .

Nenhum comentário:

Postar um comentário