Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 3 de julho de 2010

COLETIVO QUATRO , INDIVIDUALIDADE ZERO

Hoje em mais um grande clássicos das Copas do Mundo entre Alemanha e Argentina, os europeus tri campeões do mundo, mostraram que não basta a técnica de alguns jogadores para buscarem o título mais importante do futebol, mas sim um conjunto, uma mescla de talentos, organização e disciplina tática. E foi assim que a Alemanha venceu por convincentes 4 x 0 aos argentinos no estádio Green Point pelas quartas de final.

Em um jogo aonde o goleiro Romero da seleção argentina fez somente três defesas, o acerto, a aplicação tática e a habilidade de craques como Özil, Klose, Podolski, além da boa atuação do goleiro Neuer e da defesa alemã, foram fatores decisivos para mais uma goleada da Alemanha, após os mesmos 4 x 0 marcados na Austrália e Inglaterra.

Já do lado argentino, Maradona mais preocupado em atacar, se esqueceu que contra um time equilibrado como o alemão, um meio campo somente com Mascherano na marcação e muitos atacantes poderia ser fatal e assim foi. Na verdade a diferença entre os treinadores ficou mais uma vez clara que um "suposto" treinador pode ser fatal, como hoje para a Argentina e ontem no jogo do Brasil.

Em uma Copa do Mundo cada vez mais equilibrada fisicamente e tecnicamente, não bastam "astros" dentro das quatro linhas para conquistá-la. Que isso fique bem claro para seleções como Brasil e Argentina que resolveram brincar com pseudos treinadores na maior competição de futebol do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário