Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 24 de abril de 2010

Problemas em rubro negro



As coisas parecem mesmo terem saido dos trilhos nas bandas da Gávea. Depois da perda do campeonato estadual no qual buscava o tetra campeonato contra o Botafogo, o Flamengo teve uma difissílima e por que não dizer milagrosa classificação na Libertadores depois de várias combinações de resultados entre os piores concorrentes às últimas vagas.

Para agitar ainda mais a ebulição no caldeirão rubro negro, o treinador Andrade e a cúpula do futebol comandado por Marcos Brás foi toda demitida na última sexta-feira.

Mas quando todos achavam que os probelmas parariam por aí e as soluções seriam facilmente encontradas, Joel Santana dado como nome certo para comandar o time negou o convite e preferiu permanecer à frente do Botafogo, aonde o clima e a tranquilidade para trabalhar é bem maior. Sem Joel, o Flamengo correu atrás de Zico para comandar o futebol do clube, porém com a negativa do galinho, a busca continuará.

O certo é que em uma semana super importante e decisiva com o início da próxima fase em mata mata na Libertadores, Rogério, ex-treinador da categoria Juniors do clube vai assumir o time profissional interinamente. Certo de que este não era o nome sonhado pela maior torcida do Brasil, a diretoria terá que torcer muito por uma classificação dentro das quatro linhas e um pouco de profissionalismo e responsabilidade entre as polêmicas estrelas do elenco flamenguista que desde janeiro complicaram muito a vida do ex-treinador Andrade.

O ano de 2010 que poderia ser um fantástico ano de conquistas com volta aos gramados internacionais, está até agora marcado por crises dentro e fora de campo e pela falta de comando da cúpula do Flamengo, mas como no futebol o mundo, a sorte e o humor da torcida mudam de um jogo para o outro, que venha o Corínthians !

2 comentários:

  1. O melhor técnico para o Flamengo é aquele que domar a indiciplina de Adriano, Vágner Love , Petkovic e CIA. Ingerir bebida alcoólica 24 horas antes de um jogo de futebol, é se candidatar a nada fazer em campo.
    Andrade só oferecia bondade a quem não teve uma educação doméstica de base. Resultado: a indisciplina estava levando o time ao fracasso.
    A presidente do Flamengo vem demonstrando muita capacidade administrativa. Ela se mostra zelosa no comando do time rubro negro. Antes que a anarquia arrastasse o time a grandes derrotas, ela providenciou a mudança da situação.
    Se os jogadores ganham altos salários, têm que ser profissionais e respeitar o público torcedor. Vícios, traumas, dependência química devem ser superados. Caso não seja possível dominar essas mazelas, o jogador deve ser demitido da condição de atleta do futebol ! Chega !

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir