Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 1 de abril de 2010

O DIA EM QUE ALGUNS CRAQUES PISARAM NA BOLA



Na tarde do dia 01 de abril, com a finalidade de divulgar o bonito programa criado pela diretoria santista, no qual 600 ovos de páscoa vendidos na loja do clube terão os valores repassados para uma casa de auxílio à doentes com paralisia cerebral da cidade de Santos, o ônibus do peixe estacionou com seus jogadores após o treinamento para que fizessem uma visita .

Porém somente onze jogadores desceram para visitar a casa, conversar e dar um pouco de atenção aos pacientes, foram eles; o goleiro Felipe, Edu Dracena , Arouca, Maikon Leite, Zezinho, Wesley, Pará, Gil, Zé Eduardo, Breitner e Wladimir. Porém algumas "estrelas" do time nem se quer desceram do ônibus estacionado em frente a instituição. E para piorar, uma batucada vinda do interior do ônibus ainda foi ouvida por jornalistas.

Uma pena! Pois jogadores como Felipe e Maikon Leite afirmaram não ter preço tal atitude, saindo todos eles emocionados e felizes por terem proporcionado uma inesquecível tarde aquelas pessoas.

Quando será que o jogador de futebol vai perceber que sua imagem tem uma importância para os jovens, para seus fãs ? Aqueles que gastam muito dinheiro por ano se somarmos camisas de times, ingressos para jogos, pacotes na TV fechada e etc.. Tudo isso ganhando numa vida, o que tais 'estrelas' não ganham num trimestre.

Uma atitude limpa, bonita, humana, responsável, educacional, pode transformar um jogador, que não passa de um projeto de craque à alguém inesquecível e muito bem visto, não só pelo torcedor, mas como pela mídea, aliás algo cada dia mais importante para a imagem de um ser público, gerando rendas extras e mais fama.

Mas a culpa não é dos jovens meninos santistas, ou dos "veteranos" e já experientes flamenguistas,que trocaram as páginas esportivas pelas policiais. Aliás,o que podemos esperar de "craques" que muitas vezes desfilam ao lado de traficantes, ou não entram em casas de apoio por questões religiosas? Uma vez que a casa é de fundo espírita e não evangélico. Bom, seus Deuses, suas razões e certezas devem ser outras maiores e mais importantes do que as dos seres humanos comuns, fãs iludidos por um esporte fascinate como o futebol, aonde o caráter e a postura são quase sempre esquecidos por uma boa participação dentro das quatro linhas.

Parabéns aos onze atletas santistas que visitaram o Lar Espírita Mensageiro da Luz!

2 comentários:

  1. Olá,Romeu.Assim como você e muitos,também fiquei decepcionado com a atitude de alguns jogadores do Santos,confesso que o encanto se quebro,ao ponto, de não acompanhar o programa do Jô,que vai ao ar pela Rede Globo. O talento deles,guardada as devidas proporções,lembra o meu talento, eles dentro de campo,driblando,marcando belos gols e encantando as torcidas,enquanto,eu do alto das cabines vou descrevendo cada lance,cada jogada e cada lindo gol.Sinto que somos e fomos abençoados por Deus.Fazer um ato de bondade é uma das muitas maneiras de agradecer ao Deus por ter sido tão generoso comigo e penso que eles deviam ter um mesmo pensamento,enfim, cada um é cada um.Eles pisaram feio na bola.E sigo uma filosofia de que aqui se faz,aqui mesmo se paga.Grande abraço e obrigado por acompanhar meu trabalho em especial e por ouvir a WEB RÁDIDO LUSA.

    ResponderExcluir
  2. É, realmente foi vergonhoso. Mas como disse o amigo ai em cima "aqui se faz aqui se paga". Acredito que se os que ficaram dentro do ônibus fazendo batuca perderam muita coisa .E depois não adianta se desculpar que é o que muitos fazem quando fazem "M" .

    Parabéns aos que compartilharam uma tarde e deram atenção para quem uma coisinha pequena significa algo enorme .Pequenos gestos é que fazem toda diferença.

    ResponderExcluir