Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 3 de novembro de 2012

BATEU NO FUNDO


Que o ex-jogador Adriano vem tendo muitos problemas já não é nenhuma novidade há anos e anos . Com lesão semelhante, o atacante vascaíno Carlos Tenório (el Tanque), se recuperou e jogou em 5 meses . Enquanto isso o ex-imperador rubro-negro curte bailes funk no Rio de Janeiro, churrascos nas favelas e coleciona faltas e mais faltas nos treinamentos do "inocente" Flamengo a mais de um ano.

Realmente para quem gosta do esporte bretão, é triste ver um final assim para um jogar de futebol que já passou pela seleção brasileira e tantos grandes clubes do mundo .

Casos como esse de Adriano, do atacante Jobson do Botafogo, nos fazem pensar até aonde vale a insistência, o caro investimento na busca pela recuperação do irrecuperável ?

Jogadores envolvidos com bebida, indisciplina profissional, drogas, acidentes fora de campo. Será que grandes clubes como Flamengo, Botafogo entre outros precisam passar por isso, insistir em algo que só mancha suas imagens tão tradicionais ?

E até aonde existe inocência por parte das diretorias desses Clubes que investem nesses fracassos ? Até aonde é existe só incompetência ? E por que não nos perguntarmos sobre a existência de "rabo-preso" entre alguns ex-jogadores e a direção de seus Clubes ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário