Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de julho de 2010

QUE DOMINGO ! CARDÍACOS, NÃO LIGUEM A TV !

Este domingo será um fantástico domingo para muitas das maiores torcidas de futebol do Brasil, pois nesta rodada teremos nada à mais, nada à menos do que Grêmio x Internacional, que mesmo com um time repleto de reservas escalados, jogadores como Giulinano, Fabiano Eller, Rafael Sobis, Guiñazu, Sandro, entre outros,apimentarão o clássico gaúcho, em São Paulo um Palmeiras e Corínthias clássico, jogado o Pacaembu, como nos velhos tempos do futebol paulistano, aonde o charme transbordava pelos muros do Pacaembu.

Já no Rio de Janeiro, o clássico dos milhões, um Vasco x Flamengo, com direito a estreáis de craques como Felipe, Zé Roberto, Éder Luís e a reestréia do meia e ídolo vascaíno Carlos Alberto, colocam em campo um desnecessário tempero à mais em um clássico já tão emocionante, capaz de fazer ferver o maior de todos, capaz de balançar a estrutura do Maracanã.

Lamentavelmente, outro importante e não menos tradicional clássico será jogado na Arena do Jacaré em Sete Lagoas, uma vez que que o Mineirão já encontra-se em obras para a Copa de 2014. Em um clássico com o Galo na rabeira da tabela, o tempero e ar de mistério, ficará por conta das muitas modificações em um grupo que à cada dia conta com mais e melhores jogadores, que terão uma fantástica chance de melhorar na tabela de classificação diante de um Cruzeiro muito melhor colocado e também mais estável na competição.

Porém como clássicos não apresentam favoritos por mais que os times estejam absolutamente inferiores, ou superiores aos rivais, o Grenal, o clássico dos milhões, um Palmeiras e Corínthians e um Atlético e Cruzeiro irão balançar o campeonato nacional neste domingo, além de poderem sacudir a tabela de classificação, muitas arquibancadas também sacudirão por vários estados.

Salve o Futebol, viva um clássico !

sexta-feira, 30 de julho de 2010

PEIXE SAI NA FRENTE

Em uma partida emocionante e disputada até o último minuto como já era de se esperar, o Santos venceu o Vitória-BA por 2 x 0 e abriu vantagem na final da Copa do Brasil 2010.
Impondo enorme pressão sobre o rubro negro baiano, o peixe mostrou sua força dentro de uma Vila Belmiro lotada. Com boa atuação de Neymar e Ganso, principalmente no primeiro tempo, o Santos contou também com Wesley e Arouca como grandes jogadores em campo neste primeiro jogo da final, porém os santistas ainda tevera, a boa participação de Dorival Júnior, que soube a hora exata de trocar seu jogadores e após um lance com Zé Eduardo que sofrera a falta e Marquinhos que cobrara, o Santos marcou o importantíssimo segundo gol do jogo, gol esse que poderá ser fundamental para o título santista, uma vez que jogar no Barradão somente com a vantagem de um gol, talvez não fosse o suficiente diante da enorme pressão que o Santos sofrerá.

Mesmo desfalcado do atacante Schwenck e do volante Vanderson, o rubro negro promete ir com tudo para cima do Santos e garante que ainda não tem nada definido nessa inédita final da Copa do Brasil.

O certo é que na próxima quarta-feira, teremos mais um emocionante jogo e aí sim poderemos saber se os vários gols perdidos pelo Santos no primeiro jogo na Vila Belmiro, incluindo um penalti muito mal cobrado por Neymar, foram decisivos, ou não para o título nacional.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

TEM TUDO PARA SEREM DOIS JOGAÇOS

Hoje teremos dois grandes jogos paralizando quatro importantes torcidas do país. Na Vila Belmiro, o Santos irá enfrentar pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o time do Vitória-BA, enquanto no mesmo horário, 21:50 em Porto Alegre o Internacional recebrá o São Paulo pelo semi-final da Copa Libertadores.

Em Santos após a convocação de Neymar, André, Robinho e P.H. Ganso, a alegria dá lugar à atenção necessária em uma partida de final tão importante como a de logo mais na Vila mais famosa do mundo.

O time do Santos completo irá enfrentar um Vitória desfalcado, com três cartões amarelos o goleiro Viáfara etá suspenso após péssia atuação de Héber Roberto López em Salvador pelas semi-finais da competição, além dele, o lateral Nino está machucado e também ficará de fora. Em seus lugares jogarão, Lee e Rafael Cruz, que mesmo sendo meia, jogará improvisado na lateral.

Nesta final inédita, tanto Santos quanto Vitória lutarão pelo também inédito título nacional que os levará à Copa Libertadores em 2011.

Já que tocamos neste assunto, o que não faltará hoje em Porto Alegre com certeza será emoção no primeiro jogo da semi-final entre Internacional e São Paulo, que também foram adversários em 2006, quando disputaram a final da mesma competição, com o título ficando em mãos coloradas, que acabaram campeões do mundo no mesmo ano.

Esse ar de revanche será um toque à mais em uma partida tão importante e com tantas peculiaridades, como por exemplo dois irmãos se enfrentando em campo, do lado colorado, Alecsando no ataque, enquanto pelo tricolor, o versátil Richarlyson.

Vale lembrar que ontem, jogando no Estádio Asteca, o Chivas ficou no 1 x 1 contra a Universidad de Chile em partida válida pelo outra semi-final. Com o resultado, os chilenos jogarão pelo 0 x 0 na partida de volta em Santiago para se classificarem pela primeira à final da Libertadores.

Haja coração nesta super quarta-feira !

segunda-feira, 26 de julho de 2010

A SELEÇÃO DE MANO MENEZES

Hoje no mesmo dia da apresentação de Mano Menezes como treinador da seleção brasileira, o novo técnico já teve que convocar seus jogadores para o amistoso dia 10 de agosto contra os Estados Unidos, atendendo as orientações da FIFA para que pudesse usar jogadores atuando fora do Brasil .

E para este amistoso do dia 10, os convocados foram:

Goleiros

Renan (Avaí)
Jefferson (Botafogo)
Victor (Grêmio)

Laterais

Rafael (Manchester United)
Marcelo (Real Madrid)
André Santos (Fenerbahçe)
Daniel Alves (Barcelona)

Zagueiros


David Luiz (Benfica)
Henrique (Racing Santander)
Réver (Atlético-MG)
Thiago Silva (Milan)

Meias

Ederson (Lyon)
Carlos Eduardo (Hoffenheim)
Hernanes (São Paulo)
Sandro (Internacional)
Paulo Henrique Ganso (Santos)
Lucas (Liverpool)
Jucilei (Corinthians)
Ramires (Benfica)

Atacantes

Robinho (Santos)
Neymar (Santos)
Alexandre Pato (Milan)
André (Santos)
Diego Tardelli (Atlético-MG)

DOIS GRANDES, NUM FUTEBOL PEQUENO


A Vila mais famosa do mundo foi palco de mais um clássico do futebol paulista e nacional entre Santos x São Paulo. Muitos títulos nacionais e internacionais em campo, anos de tradição. De um lado um finalista da Copa do Brasil a ser jogada na próxima quarta-feira, de outro, um semi-finalista da Copa Libertadores da América, entretanto em campo o jogo era de dar sono.

Apesar das ruins pontuações no campeonato brasileiro, o Santos entrou em campo com um time desfalcado de Robinho, Arouca, Wesley, André e com um banco de reservas também modificado, nesse caso sem Mádson, uma das boas opções santistas nos últimos jogos. Já do lado tricolor, somente Rogério Ceni, Hernanes no segundo tempo e Marlos, davam número aos titulares abtuais de Ricardo Gomes.

Com tão pouco entrosamento e criatividade, nada além de um horrível 0 x 0 poderia estar reservado aos 9.367 pagantes na tarde de ontem na Vila Belmiro. No entanto, buscando levar um pouco de emoção às testemunhas presentes naquele clássico, o zagueiro Renato Silva marcou um gol contra aos 14 minutos do segundo tempo, obrigando assim o quase ex-treinador Ricardo Gomes a avançar seu time e colocar em campo Hernanes, Marlos e Washington, na tentativa de busca ao empate.

Com o time desfigurado até os 25 minutos do segundo tempo, o São Paulo só foi assustar o Peixe aos 32 minutos da etapa final em uma jogada de cabeça do atacante Washington que acertou a trave do goleiro Rafael. E nada além disso pode emocionar os preocupadíssimos torcedores do São Paulo, que já na próxima quarta-feira terão pela frente na Libertadores, um Internacional cada vez mais forte e melhor colocado na tabela nacional.

Sem exclusividade a preocupação também assombra o lado branco do clássico, que vê um Santos à cada dia com um novo problema disciplinar e atritos internos em um grupo tão jovem que por muitos era tido como o melhor do Brasil no primeiro semestre, semestre este que guarda como única esperança para os santistas um título da Copa do Brasil diante do Vitória-BA nessas próximas duas semanas. Caso contrário, assim como Ricardo Gomes, já se imagina e se comenta pelos corredores da Vila que Dorival Júnior não seria tanta unanimidade como pensavam no início do ano.

sábado, 24 de julho de 2010

É, OS TEMPO MUDARAM


Quem diria que algum dia gozando de bom estado mental, alguém iria abdicar ao comando da melhor e mais famosa seleção de futebol do mundo ?

Pois é, Murici Ramalho teve tal atitude, acreditem se quiser ! Após ser convidado pelo presidente da CBF durante o café da manhã em um Clube de golf na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, tudo o que já parecia certo, foi desfeito horas depois de outra reunião entre o treinador e a cúpula do futebol tricolor nas Laranjeiras. Durante a noite da mesma sexta-feira, a recusa fora anunciada no site da CBF e um novo convite desta vez ao treinador Mano Menezes atualmente no Corínthians fora anunciado.

O resultado acabou sendo conhecido hoje pela manhã após entrevista coletiva, na qual Mano confirmou o convite e revelou ter aceito o cargo tão desejado pelos melhores treinadores do mundo em sã consciência.

Acredito que todos que gostam do bom futebol e da seleção brasileira assim como eu, ficaram mais felizes e confiantes ao saberem que depois de quatro anos o selecionado nacional volta a ter um técnico de futebol de verdade, com conhecimento, experiência profissional e currículum, algo não visto nesses últimos anos na função.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

DEFINIDA A FASE DE PRÉ LIGA DOS CAMPEÕES


Times pertencentes as ligas menos expressivas decidiram hoje as últimas vagas à fase pré-qualificatória da Liga dos Campeões da Europa 2010/11.

Com os resultados de ontem e hoje, os jogos da pré liga serão disputados nos dias 27 e 28 de julho, com os jogos de volta nos dias 03 e 04 de agosto e são eles:

Omonia (Chipre) x Salzburg (Áustria)
AIK Solna (Suécia) x Rosenborg (Noruega)
Sheriff (Moldávia) x Dínamo Zagreb (Croácia)
Sparta Praga (Rep. Tcheca) x Lech (Polônia)
Aktobe (Cazaquistão) x Hapoel Tel-Aviv (Israel)
Litex Lovech (Bulgária) x Zilina (Eslováquia)
BATE Borisov (Bulgária) x FC Copenhagen (Dinamarca)
The New Saints (País de Gales) x Anderlecht (Bélgica)
Partizan Belgrado (Sérvia) x HJK Helsinki (Finlândia)
Debrecen (Hungria) x Basel (Suíça)

E para definir no intertoto qual das ligas jogar entre Copa dos Campeões da Europa e Liga UEFA, teremos ainda nas mesmas datas;

Ajax (Holanda) x PAOK (Grécia)
Braga (Portugal) x Celtic (Escócia)
Dínamo de Kiev (Ucrânia) x Gent (Bélgica)
Young Boys (Suíça) x Fenerbahçe(Turquia)
Unirea Urziceni (Romênia) x Zenit (Rússia)

segunda-feira, 19 de julho de 2010

AGORA O VERDADEIRO CAMPEONATO BRASILEIRO VAI COMEÇAR

De acordo com informações do site globoesporte.com, atendendo a pedidos de vários Clubes, além da Federação Gaúcha de Futebol, a CBF conseguiu junto a FIFA a antecipação da janela de transferências internacionais dos jogadores contratados por Clubes brasileiros.

Dentre os bons jogadores que abrilhantarão nosso futebol, estão Renan, Tinga e Rafael Sóbis pelo Internacional, Zé Roberto, Carlos Alberto, Éder Luís e Felipe, no Vasco da Gama, Belletti e possivelmente Deco no Fluminense, Keirrison no Santos, Bobadilla no Corínthians, dentre outros que são quase sessenta jogadores parados, somente treinando e aguardando a data oficial para inscrições na CBF.

Com mais qualidade em campo, a competitividade será maior, além do que, financeiramente será bom para os Clubes que ganharão com rendas melhores nos jogos e possíveis novos patrocínios trazidos pelos novos craques que só teriam a opção de estréia na segunda semana de Agosto.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

ACABOU A COPA DO MUNDO, MAS O SHOW CONTINUA

Com o término da Copa do Mundo os fãs de futebol ficaram com o gostinho de quero mais. E a vontade de fanáticos torcedores logo foi suprida com seus grandes amores, seus times de coração, aqueles times que desde criança torcem em qualquer condição, com vitória, derrotas humilhantes e principalmente nos clássicos, que como o próprio nome diz, é o máximo do futebol no coração de um torcer, afinal é uma partida clássica.

Assim recomeçou o futebol brasileiro em 2010. Com um clássico um pouco mais apagado por questões policiais, saídas de jogadores em negociações internacionais e muitos desfalques, o Flamengo venceu o Botafogo por 1 x 0 com gol de Paulo Sérgio, em um gramado que nada ajudou os jogadores em pleno Maracanã, que mais parecia já estar em rítmo de obras para a Copa de 2014 após apresentar um campo tão ruim.

Mas a emoção do torcedor, a rivalidade, a reconquista da esperança premiada com dois belos golaços aconteceu no Pacaembu no jogo entre Palmeiras 2 x 1 Santos.

Com a "estréia" de Felipão que comandou o time fora de campo em uma cabine reservada, passou informações ao seu auxiliar Murtosa à beira do gramado, além de outras atrações como o atacante Kléber e o volante Tinga, recém contratado o Verdão venceu o badalado peixe pela segunda vez esse ano.

Com muita chuva e frio, o Palmeiras abriu 2 x 0 diante de um Santos perdido. Vale ressaltar o lindo gol do atacante Ewerthon que abriu o placar para o Verdão ainda na primeira etapa.

Na volta ao segundo tempo, Dorival Júnior trocou Madson, a melhor opção de ataque santista, pelo recém operado e claramente fora de forma P.H. Ganso. Daí pra frente o Palmeiras comandou o jogo e marcou 2 x 0 após o chute de Tinga ser desviado por Edu Dracena. Somente após a entrada de Zé Eduardo e Marcel que marcol o gol mais bonito do jogo, o Peixe ficou mais ofensivo e pressionou o Palmeiras até o final do jogo.

Depois de uma Copa do Mundo, dois clássicos nacionais foram o sificiente para tornar a rivalidade e competitividade entre times e torcedores o assunto da semana nos dois maiores centros de futebol do país.

Em um campeonato brasileiro que tem tudo para ser muito competitivo e surpreendente após várias contratações nesse último mês, a bola já rolou com muito estilo e promete encantar ainda mais, afinal, estamos no país do futebol.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

VALEU O FAVORITISMO INICIAL, O PALPITE DO POLVO, O BOM FUTEBOL , ESPANHA CAMPEÃ MUNDIAL DE 2010

Confirmando todos os palpites e prognósticos feitos para a Copa do Mundo de futebol em 2010, a "Fúria", como é conhecida por décadas a seleção espanhola, sagrou-se campeã mundial pela primeira.

Em uma verdadeira batalha campal, a Espanha venceu a Holanda por 1 x 0 já no segundo tempo da prorrogação, na final mais violenta na história das Copas, com um total de 13 cartões amarelos e um vermelho.

Porém lances como os chutes de Robben para as ótimas defesas de Casillas, além de ataques espanhóis com Ramos, principalmente nos escanteios, levavam o perigo aos gols à todo momento. Até a definição fatal de Iniesta, que enlouqueceu a Fúria como qual um toreiro, esteve toreando a Holanda por 120 minutos, em uma apunhalada fatal e única foi capáz que jogar o gigante laranja ao chão.

Com a vitória espanhola, venceu o futebol, venceu o toque de bola, o conjunto, a coletividade, o verdadeiro valor e princípio de equipe, mostrado desde a Eurocopa em 2008, também ganha pela Espanha.

Um título que coloca a espanha no clube das mais seletas equipes do mundo do futebol, com um título muito sonhado, em um país que possui a segunda mais cara e rica Liga de futebol do planeta, em um país aonde gigantes como Barcelona e Real Madrid brilham anualmente pela Europa e pelo mundo, então nada mais justo do que a antes "amarelona" Espanha juntar à esse amarelo o vermelho espanhol, o vermelho do sangue, da raça, da luta que perdurou 78 anos por um inédito campeonato mundial de futebol.

PARABÉNS ESPANHA ! ! !

sábado, 10 de julho de 2010

SOB CHUVA, MUSLERA FALHA DUAS VEZES E ALEMANHA TERMINA EM TERCEIRO LUGAR

Em uma Copa do Mundo com fantásticos jogos, Uruguai e Alemanha na disputa pelo terceiro lugar foi mais um desses grandes na história das Copas.

Diante de um Uruguai surpreendente durante toda a Copa 2010, após uma classificação na repescagem contra a Costa Rica, o Uruguai surpreendeu até o mais fanático torcedor celeste. Chagando entre às semi-finais da Copa africana, a Celeste Olímpica resgatou sua imagem internacional já apagada por anos e anos. Com seus dois títulos olímpicos, assim como os dois mundiais, o Uruguai merecia reviver um momento como este, com Forlán, com Suárez, Fucile, entre outros.

Porém em um país com um pouco mais de 3 milhões de habitantes, a renovação, a conquista de novos craques e talentos se torna algo muito difícil e isso ainda marca a Celeste em alguns setores, como principalmente no gol. Muslera que já havia colocado o gol uruguaio em risco algumas vezes nesta Copa, foi fatal na disputa pelo terceiro lugar, falhando duas vezes, no primeiro e terceiro gol alemão.

Mas diante do evidente esforço uruguaio para chegar o mais longe possível e resgatar sua imagem, o golaço de Forlán neste jogo deve ser muito mais lembrado do que as falhas do arqueiro uruguaio. Afinal os craques se tornam inesquecíveis em momentos como estes vividos por Forlán na África do Sul, momentos que com certeza fazem da camisa Celeste uma camisa novamente forte e guerreira.

Já do lado alemão, um time modificado pelo bom treinador Joachim Löw, foi como sempre muito oportunista e eficiente, sabendo matar o adversário na hora certa e nos erros do oponente. Ótimos jogadores como Schweinsteiger, Özil, Müller, credenciam a Alemanha desde já como uma forte candidata ao título em 2014 no Brasil, pois com um time muito jovem, porém já com a bagagem deste terceiro lugar e ótima campanha na Copa com jogos memoráveis como os 4 x 1 diante dos ingleses e 4 x 0 frente aos argentinos, a Alemanha está cada vez mais forte e confiável, mesmo muito jovem.

Na verdade, tanto Uruguai, quanto Alemanha fizeram uma ótima Copa do Mundo e não atoa estiveram nas semi-finais da maior competição de futebol do planeta.

Que bom poder assitir à jogos tão emocionantes e disputados até o último lance como fora no jogo de hoje com a bola chutada pelo craque Forlán no travessão alemão aos 48 minutos do segundo tempo. Como é bom poder assistir uma Copa do Mundo !

quinta-feira, 8 de julho de 2010

FÚRIA MUDA A POSTURA, ALEMANHA SE ACOVARDA E FICA FORA DA FINAL

Depois de realizar jogos maravilhosos, como as vitórias por 4 x 1 frente a Inglaterra e 4 x 0 diante da Argentina, o que menos se esperava da Alemanha diante da Espanha era um futebol covarde, acoado e foi justamente o que pudemos assistir neste jogo de semi-final.

Enquanto do lado espanhol, a toda favorita da Copa 2010 ainda não havia mostrado um jogo forte, convincente, este acontecera justamente contra os alemães. Marcando pressão no ataque, com um time aparentemente mais focado e disposto, a Espanha venceu o jogo por 1 x 0 com gol do zagueiro Puyol aos 27 minutos do segundo tempo, mas pasmem, mesmo sendo uma semi-final, espanhóis não sofreram nenhuma pressão alemã, muito menos lances de sustos e riscos ao gol de Casillas, que só trabalhou no segundo tempo, com boa defesa após o chute de Kroos. Daí pra frente nada mais colocou em risco a classificação espanhola, que no melhor estilo Barça tocava a bola e tinha o jogo nas mãos.

Contra muitos palpites dos que assistiram aos jogos desta Copa 2010, uma vez que jogo à jogo a Alemanha vinha mostrando-se forte e favorita à final como franca favorita, Holanda x Espanha farão a final inédita dia 11 de julho às 15:30 horário de Brasilia, enquanto Uruguai x Alemanha com cinco títulos mundiais em campo jogarão pelo terceiro lugar na véspera e no mesmo horário.

terça-feira, 6 de julho de 2010

LARANJA SUPERA CELESTE COM AJUDA DO APITO AMIGO

No primeiro jogo válido pela semi-final da Copa 2010, a seleção da Holanda venceu o Uruguai por 3 x 2, com gols de Van Bronckhorst(um golaço aos 18 min),Sneijder, aos 25 minutos do segundo e Robben, aos 28. Para a Celeste, Forlán marcou aos 41 minutos do primeiro tempo e Maxi Pereira, aos 47 do segundo.

Porém em mais um jogo recheado de erros da arbitragem, novamente com decisões políticas da FIFA, dessa vez com árbitro do Uzbequistão e auxiliares do Cazaquistão, além de um penalti reclamado pelos uruguaios ainda no primeiro tempo, no segundo gol holandês, após o chute de Sneijder, Van Persie em impedimento tentou chutar a bola, atrapalhando o goleiro uruguaio, interferindo claramente no lance. Porém impedimento este não marcado pelo árbitro e nem pelo bandeirinha.

Uma pena que em uma fase semi-final a FIFA continue fazendo política na escalação do trio de arbitragem em desfavorecimento ao bom e emocionante futebol, que à cada ano se torna mais refém de uma instituição ultrapassada e que busca fazer com o futebol, o que a ONU, não consegue há anos.

Quanto ao Uruguai, a ótima e surpreendente campanha deve orgulhar todos os seus torcedores, assim como os sul americanos saudosos pela força e raça da mística e saudosa Celeste Olímpica .

Já a Holanda vai para a sua terceira final de Copa após 32 anos de fora, com qualidade e possibilidades reais de título, o time equilibrado, com bons valores individuais, como Robben, Sneijder entre outros, o título inédito pode sim ser sonhado pelos holandeses em 2010, o que não seria nenhuma surpresa.

sábado, 3 de julho de 2010

NO JOGO DOS SETE ERROS, QUEM ERROU MAIS FOI O ÁRBITRO

Depois de um grande jogo entre Alemanha 4 x 0 Argentina, Espanha e Paraguai disputaram o segundo jogo do dia válido pelas quartas de final desta Copa 2010. Que a Espanha era absoluta favorita todos sabiam,mas que os paraguaios treinados pelo argentino Gerardo Martino fosse dar a canseira que deu, isso sim foi uma grata surpresa.

Muito bem armado táticamente, os paraguaios seguraram os espanhóis com um certo equilíbrio, inclusive sendo prejudicados aos 45 minutos do primeiro tempo, quando tiveram um gol marcado por Valdez mal anulado pelo guatemalteco Carlos Batres, árbitro do jogo, aliás, no que se refere aos erros, o árbitro foi o rei deles.

Após marcar um penalti à favor do Paraguai aos 13 minutos do segundo tempo, Cardozo bateu e Casillas defendeu, a questão foi que quatro jogadores espanhóis haviam invadido a área antes da cobrança guaraní.

Para completar as lambanças da arbitragem política da FIFA, pois nada além de política pode justificar a escalação de um árbitro da Guatemala em uma quarta de final de Copa do Mundo, o senhor Carlos Batres marcou um penalti duvidoso de Alcaraz em Villa, que após ser cobrado por Xabi Alonso com gol espanhol, teve que ser repetido por suposta invasão de área desta vez assinalada pelo árbitro. Na segunda cobrança Xabi bateu e Villar não só defendeu como cometeu outro penalti em Fábregas, este não marcado.

Ou seja, para consertar tantas lambanças em um só jogo, somente um milagre e este não ocorreu. O que aconteceu foi mais um gol de Villa, após fantástica jogada de Iniesta aos 38 minutos do segundo tempo. Gol que colocou um fim ao sonho paraguaio de chegar pela primeira vez às semi-finais de uma Copa do Mundo.

No entanto devemos lembrar que para uma super favorita, um simples 1 x 0 diante do Paraguai, não foi nem de perto o esperado pela crítica e pela torcida espanhola que na semi-final enfrentará a Alemanha.

COLETIVO QUATRO , INDIVIDUALIDADE ZERO

Hoje em mais um grande clássicos das Copas do Mundo entre Alemanha e Argentina, os europeus tri campeões do mundo, mostraram que não basta a técnica de alguns jogadores para buscarem o título mais importante do futebol, mas sim um conjunto, uma mescla de talentos, organização e disciplina tática. E foi assim que a Alemanha venceu por convincentes 4 x 0 aos argentinos no estádio Green Point pelas quartas de final.

Em um jogo aonde o goleiro Romero da seleção argentina fez somente três defesas, o acerto, a aplicação tática e a habilidade de craques como Özil, Klose, Podolski, além da boa atuação do goleiro Neuer e da defesa alemã, foram fatores decisivos para mais uma goleada da Alemanha, após os mesmos 4 x 0 marcados na Austrália e Inglaterra.

Já do lado argentino, Maradona mais preocupado em atacar, se esqueceu que contra um time equilibrado como o alemão, um meio campo somente com Mascherano na marcação e muitos atacantes poderia ser fatal e assim foi. Na verdade a diferença entre os treinadores ficou mais uma vez clara que um "suposto" treinador pode ser fatal, como hoje para a Argentina e ontem no jogo do Brasil.

Em uma Copa do Mundo cada vez mais equilibrada fisicamente e tecnicamente, não bastam "astros" dentro das quatro linhas para conquistá-la. Que isso fique bem claro para seleções como Brasil e Argentina que resolveram brincar com pseudos treinadores na maior competição de futebol do mundo.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

LOCURA CELESTE

Em um dos jogos mais loucos da Copa do Mundo 2010 o Uruguai se classificou nos penaltis após empatar em 1 x 1 com a seleção de Gana no tempo normal e prorrogação.

Por sí só uma decisão nos penaltis já é bastante emocionante, porém a forma como o jogo foi condusido até esse momento é que foi a grande surpresa. Próximo ao final do primeiro tempo o meia atacante Muntari abriu o placar para Gana aos 46 minutos. Dando a crer que teríamos pela primeira vez uma seleção africana entre as quatro melhores do mundo, no entanto, aos 10 minutos do segundo tempo Forlán marcou de falta igualando o placar.

Com o empate, após 90 minutos, tivemos mais 30 de prorrogação e muita emoção até o último lance, mas último lance não somente no modo metafórico da coisa, mas sim ao pé da letra, quando aos 15 minutos Suárez colocou as mãos na bola quase sobre a linha do gol para impedir o que seria o gol da vitória de Gana. Suárez foi expulso e Gyan teve aos seus pés a chance de colocar Gana entre as quatro melhores seleções do mundial, porém aos 16 minutos do segundo tempo da prorrogação, no entento Gyan que já havia marcado dois gols de penalti nesta Copa cobrou no travessão uruguaio e logo após o erro africano o árbitro encerrou a partida em 1 x 1.

Nos penaltis após erros de Mensah e Adiyiah que cobraram para a defesa do uruguaio Muslera, sobrou para "el loco" Abrel atacante do Botafogo marcar em uma cobrança no melhor estilo Djalminha, Zidane e do próprio Abrel que na final do carioca já marcara assim contra o Flamengo e nesta loucura a vaga para às semi-finais ficou garantida em celeste.

Com o resultado, Holanda e Uruguai definiram a primeira semi-final desta Copa 2010.

SOBROU PRA NÓS O BAGAÇO DA LARANJA


Depois de um bom primeiro tempo, talvez o melhor da seleção brasileira na Copa 2010, tivemos na volta ao segundo o verdadeiro espírito da era Dunga como treinador, pouquíssima criatividade, nenhuma segunda opção tática e muitas botinadas no primeiro jogo em que a seleção foi exigida e teve um forte adversário à frente.

Mas será que alguém que gosta e acompanha futebol tinha verdadeiramente alguma confiança e esperança na seleção brasileira após o dia 20 de maio, quando Dunga fez a convocação final dos 23 jogadores para a Copa 2010 ?

Será que ir pra uma Copa do Mundo creditando todas esperanças num Kaká em recuperação física após meses fora dos gramados e num Robinho renegado em um time do segundo nível inglês é a decisão correta ?

E Felipe Melo, o estrangeiro com o maior número de cartões amarelos e faltas cometidas na temporada 2009/10 na Itália, em uma Juventus que chegou no incrível 9° lugar em uma competição como o Italiano, aonde somente 3 clubes brigam pelo título, ano após ano ? Isso para não falarmos em Michel Bastos, um meia quase ponta no Lyon, que veio ser lateral, assim como Gilberto, meia no Cruzeiro e lateral na seleção.

Será que o Dunga tem TV em sua residência ? Será que possui alguma tv à cabo, daquelas que passam jogos europeus de segunda à segunda ? Por que o Dunga nunca foi visto em estádios europeus assistindo jogos de possíveis convocáveis ? Ao contrário de muitos outros treinadores do mundo por sinal.

É uma pena, pois em uma Copa do Mundo em que nas quartas de final já não tinhamos Itália, Inglaterra, Portugal, França, ou seja, com absoluta condição de título, sem muitas das tradicionais e fortes equipes, ficamos no caminho tão cedo. Podemos assim creditar ao fracasso, o reflexo de uma péssima convocação de um senhor absolutamente despreparado para o cargo que ocupou, aliás, quase sem muita culpa, afinal, quem negaria um convite para treinar a seleção brasileira ? Só um louco, disse louco, não burro, teimoso, mal educado, predicados abundantes em nosso ex-treinador. Aliás, a única coisa boa que aconteceu hoje na Copa do Mundo foi a saída de Dunga do cargo de treinador da seleção brasileira.

Em um pagode aonde ACABOU a comida, ACABOU a bebida, ACABOU a canja, o que nos sobrou ? simplesmente o bagaço com o gosto amargo da LARANJA !