Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 31 de março de 2010

Peladas, ou verdadeiras finais ?

Em mais uma quarta feira de muitos jogos de futebol por todo o mundo entre eles os importantíssimos da Champions League e Copa Libertadores, alguns profissionais do futebol brasileiro estarão trabalhando nos menos badalados jogos desta super quarta, porém com a maior pressão possível sobre eles.

Para Fossati por exemplo, uma derrota do Inter em Porto Alegre para o desconhecido e pequeno Cerro do Uruguai pela Copa Libertadores, poderá ser seu fim diante do comando colorado após vários maus resultados.

Já pelo lado carioca, o drama ficará no bairro imperial, aonde em São Januário o Vasco enfrentará o ASA pela Copa do Brasil. Depois de terríveis resultados que proporcionaram a saída de Vagner Mancini, o novo treinador, Gaúcho, vindo do time de juniors em caráter interino tem a chance de cair nas graças da torcida, após os 3x0 emplacados no Maracanã contra o Fluminense no último domingo se houver uma tranquila classificação hoje no jogo de volta após o 1x1 em Maceió, tais resultados poderão promovô-lo à afetivo no comando da caravela cruzmaltina, caso contrário, Gaúcho estará no paredão de São Januário.

Mantendo a linha do drama português, mais parecendo um bom fado em noites frias do bairro de Alfama, a Lusa receberá em jogo nervoso a Ponte Preta, após o 1x1 em Campinas, o técnico Benazzi sente suas orelhas mais quentes e o estômago mais frio à cada dia pelas bandas do Canindé. Com escalações polêmicas, abundante pobreza tática apresentada e a provável eliminação das finais paulistas após a derrota para o Prudente em casa no último domingo, o treinador poderá ser outro desempregado com um resultado desfavorável.

Mas parace que clima tenso mesmo haverá pelos lados do Palestra Itália. Uma eliminação hoje contra o Paysandu poderá ser a gota d'água em um Palmeiras desfigurado, desprestigiado pela torcida, imprensa e parte da diretoria. Depois da vitória por 2x1 em Belém, o verdão joga por um simples empate, ou até mesmo a derrota por 1x0, já que marcou dois gols no Mangueirão, mas como tudo que parece ser fácil tem se complicado nas bandas verdes de São Paulo, melhor esperarmos o resultado final.

Pois com um fim de ano terrível, o Palmeiras enfrenta um primeiro trimestre igualmente ruim, com troca de técnico, mudanças na diretoria, brigas com a torcida, problemas financeiros, ou seja, um caos.

Enquanto alguns jogam a vida em grandes jogos e competições, por aqui pequenos assustam aqueles que deveriam dar como certa as vitórias e classificações tão cobradas por torcidas desesperadas e sedentas por títulos.

terça-feira, 30 de março de 2010

Nem tudo o que reluz é ouro

Como já é do conhecimento de todos os que acompanham e gostam de futebol, muitos, ou melhor, quase todos os grandes clubes brasileiros passam por terríveis problemas econômicos oriundos de péssimas administrações. Porém nos assusta ler notícias como as publicadas hoje sobre o Santos F.C.

Enquanto entre as quatro linhas o time é um sonho, encanta sua torcida jogos após jogo, fora dele as finanças são um desastre após uma terrível administração do ex-presidente Marcelo Teixeira.

As contas de 2009 não foram aprovadas pelo conselho do alvi-negro praiano e pior, ainda foi constatado que o clube fechou 2009 com uma dívida de R$ 177 milhões .

Este balanço agora será encaminhado ao conselho fiscal que caso não aprove, poderá levar o ex-presidente santista à justiça pela dívida gerada em sua gestão.

Será que pela primeira vez no Brasil veremos um péssimo e quase eterno dirigente ser punido por uma administração catastrófica em um grande clube ?

A esperança é a última que morre !

UM DIA SEM PALAVRAS

Caros amigos do blog, ontem dia 29/03/2010 para quem gosta de futebol e de uma boa crônica, pode ser considerado um dos dias mais tristes. A perda do fantástico escritor e jornalista Armando Nogueira foi sem dúvida uma das maiores do jornalismo e nas páginas esportivas do país.

Diante deste triste e marcante fato, me ví na obrigação de não escrever neste dia, me reservando à um dia de silêncio em homenagem à Armando Nogueira, que agora junto de féras como João Saldanha, Nélson Rodrigues entre outros nos deixam saudosos das grandes crônicas, das boas palavras, de verdadeiro poemas entre quatro linhas.

Como não poderia ser diferente, a segunda-feira que é o dia oficial do bate papo "futibolístico" entre amigos "rivas clubísticos", o dia das resenhas sobre os jogos de domingo, foi um dia de luto, um dia negro, ou melhor, alvi-negro, um dia de homenagens que findou com uma vitória do Botafogo F.R. que por obra do destino jogou justo nesta segunda, com homenagens dentro e fora de campo à um dos seus mais ilustres torcedores, que nos "armando" uma triste surpresa se calou em uma das mais tristes segundas-feiras do nosso futebol.

quinta-feira, 25 de março de 2010

MAIS UM CAIU, SÓ FOI SEGUNDO...

A última quarta-feira foi repleta de zebras, péssimos resultados com direito a segunda demissão de um treinador de grande clube.

A dança das cadeiras começou no Palmeiras, quando Muricy demitido contra o São Caetano depois de perder por 1 x 4 em casa deu a vaga para Antônio Carlos, atual treinador verde, mas ainda sem o sucesso esperado, o que nos leva a crer que a culpa dos resultados ruins não se limitavam ao ex-treinador de um time já eliminado no paulista 2010 depois do empate de ontem em 2 x 2 contra o Rio Branco em Araraquara.

Já no Rio foi a vez do Vasco, um clube muito turbulento, que vém de uma sequência de terríveis anos administrativos, com grandes derrotas em campo e fora dele.

Mancini não conseguiu manter um único time, mudou muito a equipe durante quase todos os jogos do estadual, sem repetir escalações, o time esteve apático nos últimos quatro jogos,com a derrota na final da taça Guanabara para o Botafogo, empate com Souza e ASA pela Copa do Brasil e derrotas para Olaria e Americano ontem em São januário o que serviu para decretar a sua saída.

Acho que todos concordamos que o Vasco está longe de ter um time forte, uma estrutura invejável e salários em dia, porém também sabemos que nesse tipo de situação, o quanto menos um treinador inventar, e mudar menos o time, as chances de sucesso são maiores, como no gigante da colina o processo foi exatamente o contrário, sobrou para a comissão técnica.

A mudança de treinadores costuma ser benéfica na maioria dos casos, pelo menos com relação ao ânimo dos jogadores e torcidores, mas que tal mudança não será a única necessária no Vasco, assim como não foi no Palmeiras, isso não tenho dúvidas .

E além do Vasco, a derrota do Inter por 3 x 0 para o São José, a derrota do Corínthians para o Paulista de Jundiaí, que pode deixar o timão fora das finais do paulista no ano do seu centenário e a derrota do São Paulo para o Bragantino por 1 x 0 com más atuações na Libertadores mantiveram a corda balançando para alguns treinadores do futebol brasileiro.

Isso porque só estamos com dois meses de bola rolando no nosso futebol. Será que houve, ou existe planejamento administrativo nos clubes grandes nacionais ?

quarta-feira, 24 de março de 2010

MAIS UM NA CORDA BAMBA

Depois de Murici ser fritado no Palmeiras após a derrota por 1 x 4 frente ao São Caetano, o próximo time grande a trocar de treinador ainda no estadual poderá ser o Vasco da Gama. Vagner Mancini parece não agradar a cúpula vascaína, assim como os torcedores sedentos por títulos.

O gigante da colina está sem um título na primeira divisão desde 2003 quando ganhou o campeonato carioca, fato que tem deixado a torcida com a paciência muito perto do fim.

A volta do time à primeira divisão com o título nacional da séria B foi algo que para a maioria dos vascaímos serviria como um marco à um novo momento do Clube após a mudança de comando.

A chegada de um grande ídolo à presidência e a saída de Eurico Miranda fora fato muito comemorado entre a maioria dos vascaínos e logo com o título da série B a experança de mudança estava pulsante entre os torcedores. Inclusive o programa de sócio torcedor parecia estar de vento em polpa, até a derrota para o Botafogo na Taça Guanabara e o retorno de Eurico Miranda à política do clube, agora ocupando o cargo de presidente do conselho de beneméritos, fato que marcou como uma apunhalada em costas vascaínas.

O programa de sócios que tinha como meta alcançar 100 mil sócios estacionou nos 47 mil, sendo que nem metade destes atualmente em dia com as mensalidades.

Tudo o que parecia ser um mar calmo e tranquilo, virou uma enorme tormenta para a caravela vascaína, inclusive já sobrando respingos para o seu mandatário e ídolo Roberto Dinamite que tem sua administração julgada por muitos vascaínos como fraca e de pouco pulso firme.

Problemas financeiros graves oriundos das administrações anteriores são enormes no Vasco, constantes atrasos de pagamentos aos funcionários do clube, como os atuais 4 meses, além de várias perdas judiciais, como a mais recente em torno de R$ 1 milhão ao goleiro Roberto, atualmente no América colocam a administração Dinamite contra a parede. Valores do atual patrocinador são difíceis de serem recebidos, em virtude de certidões negativas semestrais que precisam constar afim do recebimento da cota pela estatal elétrica.

Além deste turbilhão financeiro, a caravela tem navegado ainda em mar revolto dentro das quatro linhas, o treinador é muito contestado inclusive dentro do clube, com escalações consideradas errônias em um time absolutamente perdido taticamente.

Na verdade a impressão que tenho a cada ano que passa, é que os clubes grandes tem usado os estaduais, cada vez mais fracos e desmotivados como uma espécie de pré temporada ao nacional. O fato é que nesta pré temporada vascaína, o atual treinador parece ficar a cada dia mais longe do Brasileirão pelo Vasco. Enquanto isso com raiva pela atitude da diretoria e saudades pelo trabalho passado, a torcida vascaína assiste pela TV o Santos, com Dorival Júnior, ex-vascaíno, quebrando records atrás de records com o fantástico time do peixe que caminha ao título paulista. Parece que alguém errou a mão na receita vascaína ao sucesso. Coisas do mundo da bola .

terça-feira, 23 de março de 2010

É a total falta de estrutura

Nesta terça pipocou na imprensa carioca uma enorme bomba flagrando a falta de estrutura do futebol fluminense e brasileiro.

Depois da queda de braço entre FIFA e S.P.F.C. sobre o uso do estádio do Morumbi na abertura Copa de 2014, agora outro enorme problema surgiu, desta vez no Rio. Segundo o ótimo colunista Ancelmo Gois, foi detectada uma falha na estrutura do estádio Engenhão, atualmente administrado pelo Botafogo. Uma reunião de emergência será realizada ainda nesta semana afim de uma solução e melhorias .

Agora imaginem os senhores uma cidade com 4 grandes times, caso o Engenhão seja suspenso, tendo somente São januário com a capacidade para 25 mil torcedores como palco do futebol do estado durante três campeonatos nacionais e quatro estaduais até o fim da obra no Maracanã.

A falta de estrutura com perdão do trocadilho encontrada nos estádios brasileiros é algo assustador. Em São Paulo o Pacaembu é uma válvula de escape juntamente com o Palestra Itália, para jogos na auxência do Morumbi. O Canindé que seria uma terceira opção tem sua capacidade reduzida pelo corpo de bombeiros da capital em grandes jogos, além de enormes e visíveis problemas estruturais, infiltrações e etc...

Em Belo Horizonte a coisa é muito pior, o Independência será a opção para os jogos de Cruzeiro e Atlético-MG sem o Mineirão. Ou então estádios do Interior para os clássicos, uma vez que um clássico entre estas equipes no Independência seria uma loucura.

A Bahia já vive este problema desde a queda de parte da arquibancada da abandonada Fonte Nova, aonde Pituaçú tornou-se a opção para jogos dos grandes, juntamente com o Barradão, estádio do Vitória, não utilizado pelo Bahia.

Ou seja, espero que os inspetores da FIFA estejam ocupados com os estádios Sul Africanos, pois se derem uma chegadinha ao Brasil verão um Maracanã abandonado, sem nenhuma obra expressiva, com parte do reboco caído no clássico Flamengo x Vasco no último mês, além de outros absurdos e atrasos no cronograma de obras que por sinal quase não são vistas pelo país todo.

É Brasil, quatro anos passam muito rápido para quem tem que contruir praticamente 9 novos estádios, além de hotéis, estrutura aeroportuária que é péssima em todo o país por sinal, policiamento e etc...

É Brasil, enquanto nos divertimos com a copa africana, os engravatados políticos da FIFA devem estar pensando que em 8 anos a entidade maior do futebol pode ter se metido na maior enrascada da sua hitória no maior esporte do mundo .

Mas como costumam dizer que Deus é brasileiro, que ele de plantão ajude a organização da nossa copa, porque irão mesmo precisar !

domingo, 21 de março de 2010

O paulistão está mesmo SANTÁSTICO

Quem já teve um rei acho que nunca perderá as magestades.

Depois de um 10 x 0 contra o fraco Naviraiense no início do mês, agora a vítima do massacre foi o Ituano, que mantendo a tradição de tudo grande em sua cidade, sofreu com um enorme placar, 9 x 1 no estádio do Pacaembu. E olhem que desta vez o time do Santos estava desfalcado de craques como Robinho e Neymar. Porém com talentos como P.H. Ganso o peixe continua atropelando seus adversários mais fracos pelo Brasil à fora.

Como é bom ver as brancas e gloriosas camisas santistas brilharem décadas depois com placares e futebol que nos remetem aos inesquecíveis anos 60 do time praiano.

Como é bom ver um futebol ofensivo, sério e profissional mesmo depois de um 4 x 1 ao término do primeiro tempo.

Como está sendo bom ver o Santos jogar !

E vém chegando a copa

De quatro em quatro anos o cargo de treinador de futebol de uma seleção é sempre o mais avaliado do mundo e quando o treinador é da seleção brasileira, as coisas são ainda piores.

Todos sabemos que famosas confusões já foram vistas e vividas, como o desejo por Dadá Maravilha em uma ditadura já derrubaram um treinador, Romário talvez tenha sido o maior ícone de polêmicas convocatórias e escalações, pois entre 1990 quando foi reserva de Careca até 2002 quando ficou ficou fora da Copa "esquecido" por Felipão deve ter estado presente nos maiores pesadelos dos nossos treinadores. Sempre com sua presença cobrada pelos torcedores e com futebol fantástico, o baixinho encantou os torcedores canarinhos.

Desta vez não poderia ser diferente, a escalação sempre contestada e uma convocação de Ronaldinho Gaúcho é muito esperada. Para piorar a vida de Dunga, a cada jogo do campeonato italiano, Ronaldinho tem encantado mais os torcedores do Milan, que juntos com a imprensa local dão a convocação do brazuca como certa. Porém as coisas não são bem assim.

Não sabemos realmente o que afasta por tanto tempo o ótimo jogador da nossa seleção, mas com certeza espero que não seja um critério técnico, pois isso seria a real certeza de absoluto desconhecimento do bom futebol, ou uma enorme deficiência visual de um volante muito limitado tecnicamente e que hoje comanda a maior seleção do mundo .

Isso se nos limitarmos somente ao grande talento faltante em um meio campo absolutamente burocrático . Mas já que falamos em meio campo, ver o violento Felipe Melo reserva na Juventus ser titular absoluto na seleção brasileira é muito estranho, essas entre outras coisas estranhas que observamos num time de brahmeiros, ou melhor "guerreiros" . E que venha a copa 2010. . .

sábado, 20 de março de 2010

O mundo da bola é mesmo ciclotímico

O mundo realmente dá voltas e em especial quando o assunto é futebol, ele gira mais rápido e mantém as suas tradições.

Quase quarenta anos depois o Santos irá inaugurar mais um estádio pelo mundo, desta vez nos Estados Unidos, mais precisamente o Red Bull Arena, o Santos F.C. que foi o time brasileiro que mais estádios inaugurou pelo mundo.

Como é gostoso ver times brasileiros jogando fora do país, em torneios internacionais, inaugurando estádios. Que saudade do Torneio Tereza Herrera, que saudades do Ramón de Caransa entre outros .

Como seria bom se o calendário brasileiro acompanhasse o europeu, com uma pré temporada bem feita , rentável, lucrativa aos clubes nacionais que retornariam aos grandes torneios. Que bom seria ver uma administração mais profissional em nosso futebol...

quarta-feira, 17 de março de 2010

Depois da porta arrombada eles compram cadeados , ê Brasil ...

Está virando moda no futebol brasileiro os dirigentes responsáveis deixarem o problema acontecer para somente depois procurarem um solução.

No Canindé em São Paulo após um jogo pelo Brasileiro da série B entre Portuguesa x Vasco da Gama, após a vitória carioca, torcedores e dirigentes da Portuguesa agrediram Diretores do Vasco e alguns jogadores na saída do vestiário. Só depois disso a Federação Paulista de Futebol e a CBF chegaram à conclusão que os jogadores ficavam muito próximos, expostos aos torcedores na saída do vestirário. Então solicitaram um isolamento deste setor em dias de jogos no Canindé .

Outro caso foi a barbárie no Couto Pereira, estádio do Coritiba, que depois da absurda invasão e destruição parcial do Estádio, foi interditado e reformado para evitar tais ações dos vândalos.

No último final de semana os absurdos foram no Rio de Janeiro e Goiás,no Maracanã durante o jogo Flamengo x Vasco, parte do reboco da arquibancada caiu durante o jogo, por sorte sem machucar ninguém. Agora será feita uma vistoria em todo o reboco do estádio. Maracanã que já foi palco de uma tragédia na final de 1992 no Brasileiro série A entre Botafogo x Flamengo, quando parte da grade de proteção da arquibancada caiu e muitos torcedores ficaram feridos e um morreu. Só depois deste terrível fato foi feita uma vistoria e troca das grades de proteção.

E no último domingo após o jogo Canedense x Vila Nova, torcedores da Canadense jogaram uma bomba dentro do vestiário atingindo um jogador do Vila. E só agora o FGF resolveu mandar a Canedense reformar partes do estádio proporcionando mais segurança aos jogadores .

É uma vergonha que tudo no Brasil seja levado nesta forma, primeiro a tragédia, depois a solução. E que venha a Copa do Mundo . Ê Brasil ...

terça-feira, 16 de março de 2010

Dois pesos, duas medidas

Todos que moram, passam alguns dias no Rio de Janeiro, ou assistem o noticiário policial sabem que traficantes portanto armas pesadas não são mais surpresas aos olhos dos que os vêem circulando pela favelas cariocas.

Mas para a polícia e imprensa nacional a imagem dos atacantes Vagner Love e Adriano caminhando por uma favela cercados de traficantes armados foi algo inaceitável. Convenhamos que para a imagem de um atleta, um ídolo, não é a melhor das imagens e dos exemplos aos jovens fãs, mas daí tratar como um absurdo, é querer tapar o sol com peneiras .

Será que políticos com dinheiro nas meias, nas cuécas, propinas, mensalões, são coisas menos ofensivas aos olhos de quem vê ? E pelo que me lembro não houve alarde tão grande assim.

Acho que a hipocrisia deve ser deixada de lado pelo brasileiro. É um absurdo traficantes desfilando pelas ruas de favelas com armas, mas absurdo enorme também são políticos ladrões, envolvidos com todo o tipo de roubo e até mesmo com traficantes, os mesmos que caminham lado à lado com os craques do futebol.

Em um país absolutamente órfão de cultura, o sonho de muitos pobres é vencer nas quatro linhas e muitas vezes aqueles que não conseguem entram no pior caminho da humanidade, um caminho sem sucesso e sem volta, mas nem por isso deixam de ser amigos e parentes dos que brilharam no mundo da bola.

Diante de um país tão injusto criado por políticos corruptos e ladrões o que não pode existir por parte da imprensa e da polícia é a hipocrisia .

segunda-feira, 15 de março de 2010

Insistir no erro é burrice

No clássico carioca o Flamengo teve metade das chances do Vasco, porém aproveitou-as em dobro.

O jogo começou com muita velocidade e chance aos dois lados. Pelo Vasco sem poder contar com Carlos Alberto machucado, sem dúvida teve o garoto Coutinho como o melhor em campo, o jovem criou muitas jogadas, buscou sempre o ataque e sofreu um penalti no primeiro tempo, penalti sofrido após dura entrada de Williams, que depois de tamanha sapatada, ainda no chão deu um beijo no atacante vascaíno em forma de desculpa, algo inusitado nos gramados nacionais, mas não foi a primeira surpresa do dia. Na cobrança do penalti, Dodô, que já havia perdido um no campeonato, praticamente recuou a bola para o goleiro Bruno que fez fácil defesa.

Ainda no primeiro tempo, logo após o penalti defendido por Bruno, o Flamengo ainda teve um penalti à seu favor cometido por Márcio Careca sobre Léo Moura, porém não marcado.

No segundo tempo depois de um contra ataque rubro negro, o goleiro Fernando Prass saiu na bola ajoelhado, roubando a bola de Williams que caiu depois da jogada e incrivelmente o árbitro marcou penalti para a revolta dos jogadores vascaínos e até espanto rubro-negro. Mas mostrando à Dodô como se faz, Adriano numa bela cobrança abriu o placar. O Flamengo ainda teve algumas chances de gol, uma depois de rápida virada de Vagner Love e defesa de Prass e outras saídas em contra ataque, já que o Vasco buscava durante todo o segundo tempo o empata e atacava mais.

Vagner Mancini resolveu então mudar o time e colocou Jeferson em lugar de Rafael Coelho que ainda não apresentou no Vasco as mesmas atuações do tempo de Figueirense. Na sua primeira jogada Jeferson chutou ao gol e o zagueiro Álvaro colocou a mão na bola, aí então estava marcado o segundo penalti à favor do Vasco. E quem bateu ? Ele mesmo, Dodô, o jogador dos gols bonitos e como penalti nunca é um gol bonito, o atacante perdeu seu terceiro penalti cobrado no campeonato e o segundo no mesmo jogo.

Daí pra frente a torcida pegou no pé do atacante e do treinador cruzmaltino, o Flamengo mesmo não jogando o fino da bola segurou o placar até o final diante de um Vasco abatido pela péssima pontaria do seu teimoso atacante que ainda insiste em fazer o que não sabe, cobrar penaltis.

O jogo foi mesmo um CLÁSSICO

Ontem à tarde quem teve a oportunidade de assistir ao jogo Santos 3 x 4 Palmeiras na Vila Belmiro, realmente viu um jogo clássico. Um clássico de colocar inveja aos fantásticos anos do Rei da bola.

No primeiro tempo os meninos da Vila abriram 2 x 0, mas nos últimos cinco minutos do primeiro tempo o artilheiro Robert, o nome do jogo, marcou duas vezes, levando os times aos vestiários com um 2 x 2.

Na volta para o segundo tempo, pudemos ver um Palmeiras muito mais forte no jogo, correndo atrás da vitória. Logo no início Diego Souza colocou o verdão na frente, então Dorival Júnior começou a mudar o time o que tornou o Santos melhor na partida. Um dos que entraram no segundo tempo, Madson marcou o empate depois de um lindo passe de P. H. Ganso, o melhor jogador santista na partida. E quando tudo parecia resolvido com um 3 x 3, o bom volante Arouca, único marcador alvi-negro perdeu a bola para o meia Lincon na intermediária da defesa santista e caído ao chão viu mais uma vez Robert em um lindo chute marcar 3 x 4.

O choro santista em relação ao árbitro não denigre a boa atuação do homem do apito, que nada interferiu no jogo.

O jogo pelo lado santista serviu para mostrar que talvez somente o volante Arouca como marcador diante de uma fraca defesa talvez não seja o suficiente para jogos contra bons times e pelo lado verde do clássico, o jogo serviu para mostrar que após a estréia de Éverton e Lincon, o Palmeiras jpgando como jogou o clássico poderá ainda buscar uma vaga entre os 4 semi finalistas do paulista 2010.

sábado, 13 de março de 2010

A barbárie continua !

Como todos nós sabemos, a presença das "torcidas organizadas" ao longo dos anos está afastando os bons torcedores , as família e crianças dos estádios de futebol por toda a América do Sul. Digo América do Sul, porque felizmente alguns desses vândalos já foram banidos do futebol europeu. Ainda existem, porém estão sempre diante de um forte olhar e controle policial.

Nesta última semana tivemos duas novas situações referentes a estes grupos de desocupados covardes que tentar por todo o modo esvaziar os estádios.

Em Curitiba, após ter a confirmação da perda de 10 mandos de campo no campeonato brasileiro da série B devido a destruição e pancadaria causada por uma "organizada" após o último jogo do ano passado contra o Fluminense, os dirigentes paranaenses resolveram cobrar na justiça todo o prejuízo finaceiro que terão ao jogar mais da metada dos jogos nacionais fora de casa. Esse prejuízo ainda foi maior, pois terão que pagar ainda de multa R$ 100 mil .

Ao citarem que uma "organizada" é um empresa jurídica, irão em cima desta empresa cobrar pelos danos sofridos, algo calulado pela diretoria em torno de R$20 milhões. Mas cabe aos bons torcedores e sócios do Coxa a fiscalização desta cobrança. Pois além do prejuízo financeiro, também o técnico será enorme, uma vez que jogar sem mando de campo sempre acaba sendo prejudicial aos times.

Caso isso ocorra , será algo inédito no futebol brasileiro, um futebol sofrido e marcado por enormes atos de vandalismo recente.

Vandalismo que mais uma vez pode ser visto no Rio de janeiro na última quinta-feira, quando uma gangue rubro-negra marcou um encontro com vascaínos em São Gonçalo e criaram um verdadeiro campo de batalha, o que resultou na morte de um jovem de 19 anos torcedor do Vasco.

Tal absurdo fora marcado através de um site de relacionamento da internet, que com certeza também não fora criado para este fim.

Vale lembrar que tudo isso ocorreu na quinta-feira, dia em que os times treinavam se preparando para o jogo que só ocorrerá amanhã, domingo. Ou seja, a vergonha ,o absurdo não tem mais data e nada haver com o jogo em sí, o que se tivesse já seria um inaceitável, agora ainda mais grave por colocar cidadãos de bem em risco durante um dia normal de trabalho, com absoluta violência em meio às vias públicas cariocas.

Como se já não bastasse a terrível violência que assombra brasileiros das grandes e médias cidades, ainda existe um tempero bárbaro e cruel das gangues do futebol que tem suas atitudes absolutamente ignoradas pelo poder público policial . Uma verdadeira vergonha !

sexta-feira, 12 de março de 2010

VERGONHAS SUL AMERICANAS

Olá amigos do Blog !

Ontem foi mais um dia de vergonha no futebol da América do Sul. No jogo entre Deportivo Quito e Internacional coisas absurdas foram vistas.

A pataquada começou dentro de campo, após um penalti absurdamente mal marcado pelo arbitro do jogo, jogadores e o treinador do Inter reclamaram muito, então o lambão resolveu consutar os auxiliares e voltou atrás anulando a penalidade anteriormente marcada, algo que não me lembro ter visto.

Mas o pior veio após o jogo que terminou em 1 x 1, enquanto a delegação do Inter saía do Estádio Olímpico Atahualpa, várias pedras foram jogadas contra o ônibus colorado, quebrando vidros e deixando o atacante Taison com um corte no nariz.

Até quando esses absurdos serão vistos pela América do Sul ? Até quando a Confederação Sul Americana de Futebol fará vistas grossas às barbaridades boçais das quadrilhas uniformizadas ?

quinta-feira, 11 de março de 2010

O tiro que saiu pela culatra !

Olá amigos ! É claro que a torcida de times de futebol podem empurrar suas equipes ao ataque à vitórias incríveis, jogos memoráveis. Porém sabemos também que quando querem podem ser um verdadeiro tiro no pé .

O qua aconteceu ontem à noite em jogo válido pela Libertadores da América em Caracas foi uma vergonha .

O time venezuelano estava empatando com o Flamengo por 1 x 1, com um jogador à mais em campo, e aplicando uma enorme pressão aos rubro-negros. Porém, um "gênio" das arquibancadas resolveu jogar uma pedra no assistênte número 1. Resultado, o jogo ficou parado por quase cinco minutos enquanto o bandeirinha era atendido pelos médicos do Caracas e Flamengo. Então, Andrade treinador do time brasileiro, que não tinha nada haver com isso, reuniu seu time , passou instruções e na volta ao jogo o Flamengo em contra-ataques definiu o placar em 1 x 3, com dois gols em uma ótima atuação de Vagner Love e fechando o placar Rodrigo Alvim que havia entrado no segundo tempo.

O pior é que tais barbaridades são costumeiras em jogos da Confederação Sul Americana de futebol e nada acontece, assim foi no jogo Boca Juniors e América do México em Buenos Aires, Corínthians e River Plate no Pacaembu e por aí vai .

Ainda bem que enquanto as pataquadas acontecem fora de campo, o talento e qualidade definem os jogos . Estamos em 2010, até quando absurdos assim serão vistos em arenas esportivas ? Vale a reflexão !

A noite foi SANTÁSTICA ! Nota 10

Olá amigos do blog ! Confesso que tenho trinta anos,já havia assistido muitas goleadas, dentre as quais times jogando muito bem e outros só aproveitando a bobeira do adversário, mas não me lembro de ter assistido ao vivo um jogo profissional que tenha terminado com o placar de 10 x 0 . Ontem a noite a Vila Belmiro foi palco de um grande espetáculo reeditando shows já vistos décadas atrás naquele mesmo palco.

Todos sabemos e concordamos que a fragilidade do time do Naviraiense era flagrante, os "turistas" da bola estavam mesmo encantados com a chance de poderem pisar em solo "sagrado" dos Deuses do futebol.

Mas o valor do placar histórico está na forma que foi alcançado. O time do Santos poderia normalmente ter ganho de quatro, cinco à zero, mas a forma com que os dez gols foram marcados e a seriedade do time praiano diante de um jogo definido aos 30 minutos do primeiro tempo foi de impressionar.

Não houve brincadeiras, não existiu falta de respeito e jogadas desnecessárias por parte dos santistas, mas sim um baile. Neymar comandou a goleada, fez um dos gols mais bonitos da história da Vila ao driblar 3 jogadores e o goleiro, entrando com bola e tudo. Realizou jogadas criativas, incríveis, de efeito, capazes de fazer com que os mais de onze mil felizardos presentes no estádio se encantassem. Fico feliz porque muitas crianças estavam presentes até mesmo por ser um jogo calmo, de só uma torcida. E que os pais destes jovens tenham a absoluta certeza que criaram um olhar, uma qualidade crítica enorme em seus filhos, que agora muito mal acostumados não irão mais aceitar um futebol burocrático, um futebol repleto de volantes brucutus.

Em um dia no qual os Naviraienses estavam sonhando em jogar na Vila, quem viveu o real sonho foram os santistas e aqueles que gostam do bom futebol, do futebol criativo, moleque, encantador, um futebol dos sonhos, um futebol abençoado pelos Deuses da bola . Amém aos SANTOS !

quarta-feira, 10 de março de 2010

Ê Copa do Brasil

Caros amigos, as quartas e quintas estão sendo realizados jogos válidos pela Copa do Brasil. E assim como todas as copas nacionais espalhadas pelo mundo, é a grande chance dos pequenos, para não dizermos, clubes sobreviventes, guerreiros de terem seus momentos de fama, jogos televisionados, entrevistas aos canais mais importantes da crônica esportiva nacional e jogos em estádios importantíssimos e com muita história.

Assim está sendo com alguns felizardos que enfrentaram times de maior expressão, porém dentro de campo muitas vezes não mostraram isso. O Souza(PB) foi ao Rio de Janeiro no jogo de volta enfrentar o Vasco da Gama em São januário, o Confiança(SE) vislumbrado com a grandeza e tradição do Maracanã foi enfrentar o Fluminense, o São Raimundo(PA) vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo no novíssimo estádio do Engenhão, o genérico Flamengo (PI) foi à São Paulo encarar, ou ao menos tentar fazer frente ao Palmeiras, já o desconhecidíssimo Naviraiense do Mato Grosso do Sul realizou o sonho de seus jogadores. Foram à Santos jogar em um dos estádios mais famosos e falados do mundo, a Vila Belmiro, palco de um dos maiores times da história do futebol mundial.

O Naviraiense mostra bem o que é a Copa do Brasil, as diferenças entre os centros esportivos nacionais em estrutura, investimentos financeiros e esperanças.

Em dias de grandes jogos estaduais e nacionais quando há a oportunidade de participar, a diretoria do clube oferece a maior e melhor promoção da região. O sorteio de um Fusca repleto de cervejas e costelas para um torcedor. Tal incentivo é capaz de levar cinco mil torcedores ao estádio do Naviraiense, que curiosamente só possui uma arquibancada para mil pessoas, então a diretoria abre as cercas de um gramado íngreme que fica ao lado do campo, conhecida como "arquibancada ecológica" onde os torcedores se aglomeram na esperança de uma vitória coletiva com seu time e também pessoal com um Fusca repleto de prazeres .

Isso ilustra bem as enormes diferenças de um país de gigantes desigualdades sociais, não só nos grandes centros, mas também no mundo esportivo em geral, aonde poucos ganham milhões e muitos jogam por um sonho, por alguns reais, pela esperança de mudar a vida de gerações de familiares.

Será então que os poucos felizardos do mundo da bola deveriam valorizar mais a oportunidade e sorte que tiveram na vida através do esporte ? Vale uma reflexão.

terça-feira, 9 de março de 2010

" ATAQUES AMOROSOS ", por pátiras, chances únicas , mulheres e cervejas !

Hoje, 9 de março foi um dos dias de maiores manifestações "amorosas" do nosso futebol.

No Japão, o bom atacante Marquinhos, ex-Coritiba, atualmente jogando, ganhando títulos e prêmios pelo Kashima Antlers foi convidado mais uma vez por dirigentes japoneses para defender o Japão na Copa do mundo 2010. Porém o atacante tem resistido e declarado que o amor ao Brasil o tem impedido até então de aceitar tal oferta.

Já na Itália, as coisas caminham para o rumo oposto, o atacante Amauri em vias finais de naturalização é cogitado fortemente pela imprensa italiana a uma vaga no selecionado de Lippi. Sem chances no time canarinho, o atacante da Juve vê com bons olhos a única oportunidade que terá pra jogar o mundial africano. Ficará pra maio a decisão final da sua convocação na lista da Azurra .

Já no Brasil, o amor tem um toque rubro-negro. Depois de contratar Vagner LOVE, o Flamengo vive um problema disciplinar gerado por brigas amorosas. Depois do barraco armado em favela carioca na última sexta, com o perdão do trocadilho, o atacante Adriano resolveu dar o ar da graça na Gávea e pasmem, acompanhado da sua noiva, a mesma moça que atacou o carro do próprio namorado e de outros jogadores flamenguistas.

Será que a sede do Flamengo corre algum risco diante deste amor explosivo ? A diretoria do Mengão deveria se preocupar com a presença da loira em treinos dos profissionais . Já pelo lado do atacante ex-Internazionale, que "APAIXONADO" pela favela e pelo Flamengo voltou ao Brasil deixando de ganhar rios e rios de euros, ter uma mulher assim ao lado pode uma faca de dois gumes, vantajoso, já que assim não precisa pagar seguranças, ou caríssimo se tiver que bancar os estragos da nervosa noivinha.

Mas por fim, o que vai mesmo afastar o "imperador" da convocação à seleção brasileira, parece ser mesmo o seu amor pela cervejinha . O que entre nós será uma incoerencia, pois os "brahmeiros", ou melhor, querreiros do Dunga estão ganhando uma boa graninha com a loira gelada em comerciais. Que tal então levar logo um cervejeiro acompanhado de uma guerreira ? ? ?

Coisas do nosso futebol ...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Gracinha é pra quem sabe

Todos nós sabemos que o futebol quando jogado com arte, com graça, é muito mais encantador, envolvente, cativante . Porém o que temos visto em alguns jogos são verdadeiros momentos pastelões.

Ontem por exemplo no ótimo jogo entre Portuguesa x Santos , quanto tudo parecia definido para os lados da Lusa, o jogador Fabrício que já vinha tendo uma má atuação, resolveu dar uma de Robinho aos 42 min do segundo tempo e quem sabe levantar os patrícios do Canindé com prováveis pedaladas . Mas meus caros amigos, o que vimos foi uma verdadeira comédia. Fabrício que estava na ponta direita à frente do jogador Arouca, quase sobre a linha lateral, resolveu pedalar, depois de duas frustrantes e confusas tentativas, bateu com o calcanhar na bola e jogou-a direto pela lateral, dando a bola de graça ao time praiano.

Tá certo que eu não concorde de maneira alguma com a postura absurda de árbitros bobalhões que repreendem jogadores com diferenciada habilidade, assim como também acho inaceitável a postura de brucutus que batem em craques ao serem driblados . Mas daí a achar que qualquer jogador seja capaz de proporcionar belos dribles e fintas, isso eu sei que não existe e quando este não sabe fazê-la, a coisa fica pior do que uma simples jogada, vira uma comédia esportiva .

Acho que mais do que nunca o ditato "quem sabe faz " vém a calhar em certas horas !

sexta-feira, 5 de março de 2010

Já ví esse filme

É amigos da bola, o mundo da voltas, o tempo passa e muitas coisas continuam iguais.

Vejam vocês que ontem no parlamento francês, o Sr.Michel Gonnot, Deputado do país, usou a tribuna para pedir a demissão de Raymond Domenech, técnico do selecionado azul.

Tá certo que os franceses não estão apresentando o futebol mais lindo do mundo, se classificaram com muita dificuldade e uma "mãozinha" do árbitro no jogo decisivo contra a Irlanda, mas daí usar o Parlamento de um país para isso é uma brincadeira !

Ainda dizem que o Brasil é o país do futebol e que certas coisas só acontecem por aqui. Pois é, o tempo passou, o Dadá foi ao México e a política continua de forma errada nos bastidores da bola. Ah! João Saldanha, descanse em paz ! Se cuide Domenech !

Em busca de um milagre

Sonhando com um verdadeiro milagre na Copa do Mundo 2010 o técnico dos Bafana Bafana, Carlos Alberto Parreira, realizará alguns amistosos no Brasil e um no Paraguai,serão estes contra Volta Redonda, Cruzeiro, Botafogo, Fluminense e seleção do Paraguai.

No dia 13 de março o primeiro jogo será contra o Voltaço, no dia 14 será com o Flu, dia 17 contra o Cruzeiro no Mineirão, dia 20 contra o Fogão no Engenhão e por fim dia 31 contra a seleção paraguaia em Assunção.

Depois de ruins resultados nos últimos amistosos, somente muito trabalho e quase um milagre, farão os jogadores africanos passarem da primeira fase na copa do mundo africana .

E outros que buscarão verdadeiros milagres, serão os jogadores Bosingwa, lateral português que joga no Chelsea, que após ser operado no joelho, vê sua lenta recuperação arrastar-se, deixando-o cada dia mais distante da copa. Outro drama é vivido por Owen, que após se machucar em jogo do Manchester United,teve uma grave lesão na coxa, terá que ser operado, restando apenas um milagre para ver seu passaporte inglês carimbado para a Africa do Sul.

A Copa vai chegando e as rezas aumentando, uns para serem lembrados pelos treinadores, outros para não serem esquecidos e por fim os que se machucam próximo ao maior evento esportivo do planeta e vêem seus sonhos ficando distantes, virando pesadelos infindáveis .

Na busca de uma "identidade"


Todos nós sabemos que bons times de futebol possuem uma identidade, uma formação, uma "cara" específica. Talvez sendo assim que um grupo de torcedores portugueses de Coimbra, decidiu criar a campanha Portugal de Bigodes em 2010.

A campanha foi criada em um site de relacionamento através de uma brincadeira, pois como o bigode é comum nos mais tradicionais rostos lusitanos, os torcedores que ainda não viram uma identidade, um padrão técnico, uma qualidade no futebol da seleção TUGA, apelaram então para uma tradição. Na última quarta-feira no jogo contra a seleção da China esse grupo levou faixas ao Estádio Cidade de Coimbra .

Todos sabemos que nas brincadeiras existem fundos de verdade e cá entre nós, não é só na seleção portuguesa que não encontramos uma identidade . Os TUGAS passam por problemas, foi uma classificação muito difícil e podemos dizer que dependem muito de uma boa atuação de Cristiano Ronaldo e que entre os encarnados brilham mais rostos brasileiros do que portugueses. Mas será que temos na nossa seleção um futebol alegre, pra frente, com dribles e lindas tabelas em campo ?

Qal seria a campanha da nossa torcida ? Menos volantes no meio campo e mais meias de qualidade ?

Então que venha a África do Sul para as seleções com caras duvidosas!

terça-feira, 2 de março de 2010

Deu brahmeiros,mas faltou alguém

Nesta tarde de terça o Brasil ganhou da Irlanda em Londres por 2 x 0. Nos 2 gols Robinho teve participação, no primeiro o craque santista recebeu em posição de impedimento pela ponta direita e cruzou uma bola na área, o zagueiro Andrews marcou contra.

Desde o começo o renegado brazuca em terras britânicas tentou mostrar serviço, verdade que no primeiro tempo errou mais do que acertou e na falta de um criador ao lado de Kaká, o nome de Ronaldinho Gaúcho foi logo lembrado. Porém no segundo tempo Robrinho e o time brasileiro melhoraram, o time criou mais jogadas pelas pontas, evitando o ferrolho Irlandês no meio campo e depois de um bom passe de calcanhar de Grafite, Robinho chutou de chapa no canto esquerdo do goleiro Given, ex-companheiro de Manchester City, marcando 2 x 0 .

O resultado saiu de bom tamanho, talvez um 2 x 1 fosse mais justo pelo primeiro tempo ruim do Brasil e chances perdidas pela Irlanda. Mas em dia de Robinho tentando calar as bocas inglêsas e da imprensa nacional, quem foi mesmo comentado e lembrado foi Ronaldinho Gaúcho, que pelo visto, será o "Romário de Felipão" na vida do teimoso Dunga .

segunda-feira, 1 de março de 2010

A terça capitalista

Nesta próxima terça-feira a seleção brasileira vai enfrentar a Irlanda no estádio do Arsenal em Londres, nova casa do Brasil. Isso mesmo, Londres, cidade na qual o técnico Dunga comandou mais jogos do time canarinho. Aliás o mundo parece estar mesmo de cabeça para baixo. A Inglaterra briga com a Argentina pelas Malvinas,ilha esta que fica ao lado do país hermano e milhas e milhas distantes da Rainha. O Brasil manda seu jogos amistosos sempre em Londres, no campeonato paulista, o Barueri joga em Presidente Prudente e por aí seguem as loucuras.

Achei mesmo que o mundo fosse captalista, mas a grana tá superando barreiras, limites, fronteiras e o bom senso. Sendo assim, vamos assistir mais uma vez os "brahmeiros" de Dunga através da telinha mandatária do futebol brasileiro.